Início » Regras e Regulamentos » Apartamento Minha Casa Minha Vida 2021: Como funciona, tipos e inscrição

Apartamento Minha Casa Minha Vida 2021: Como funciona, tipos e inscrição

Minha Casa Minha Vida é o nome de um importante programa do Governo Federal que, desde 2009, auxilia as famílias de baixa renda na aquisição da casa própria.

Sendo repaginado no governo atual, o programa ainda permanece como sendo uma solução para muitas famílias.

Veja como funciona o Minha Casa Minha Vida 2021, quem tem direito, qual é a documentação necessária para se inscrever e como fazer parte deste programa.

Como funciona o programa?

Apartamento Minha Casa Minha Vida 2021: Como funciona, tipos e inscrição

O Programa Minha Casa Minha Vida 2021 está passando por mudanças importantes que visam continuar beneficiando as famílias de baixa renda.

A ideia é alocar recursos para onde for mais necessário, construindo e continuando projetos paralisados, afinal a crise econômica vem afetando diretamente o setor da construção.

Apartamento Minha Casa Minha Vida 2021: Como funciona, tipos e inscrição

O funcionamento permanece o mesmo: o Minha Casa Minha Vida 2021 acontece graças às parcerias entre os órgãos responsáveis pela viabilização do programa (Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil) e as construtoras.

Através da parceria entre ambos, as famílias obtêm juros mais baixos e parcelas mais atraentes para alcançar a tão sonhada casa própria, afinal há mais tempo para quitar o valor do imóvel.

Apartamento Minha Casa Minha Vida 2021

Quando você se interessa pelo programa Minha Casa Minha Vida 2021, é necessário entender que o imóvel – assim como você – passa por critérios.

Nesse caso, um imóvel deve seguir algumas regras do programa.

Por exemplo, a principal delas é que o imóvel precisa ser novo, isto é, ele não pode ter sido habitado anteriormente. Além disso, o imóvel pode ser adquiri-lo na planta.

Outro detalhe é que o bem a ser adquirido por meio do Minha Casa Minha Vida 2021 deve ser usado para moradia e estar situado no município onde o beneficiário reside ou trabalha.

Apartamento Minha Casa Minha Vida 2021: Como funciona, tipos e inscrição

A venda do imóvel adquirido pelo Minha Casa Minha Vida só pode acontecer por quem fez a aquisição do mesmo nas faixas 2 e 3 do programa, frisando que o beneficiário não mais poderá participar do programa após isso.

Já bens adquiridos nas faixas 1 e 1,5 não podem ser vendidos.

Não entendeu o que são essas faixas? Descubra abaixo.

Quem tem direito ao Minha Casa Minha Vida 2021?

O programa Minha Casa Minha Vida tem como objetivo facilitar a vida e os sonhos de famílias de baixa renda, por isso nem todo mundo se encaixa em seu perfil.

Apartamento Minha Casa Minha Vida 2021: Como funciona, tipos e inscrição

Para maior organização, o governo as faixas de renda em 4 tipos diferentes, que também estipulam os tipos de benefícios que estão sujeitos.

Os perfis para as famílias pertencentes ao Minha Casa Minha Vida 2021 são:

Faixa 1: para famílias que possuem renda de até R$1.800,00.

O financiamento engloba até 120 meses, cujas prestações podem variar de R$80,00 a R$270,00, dependendo da renda bruta da família.

Faixa 1,5: para famílias que possuem renda entre R$1.800,00 e R$2.600,00.

A aquisição de um imóvel financiado pelo programa possui taxas de juros de 5% ao ano. São 30 anos de prazo para pagamento e subsídios de até R$47.500,00.

Faixa 2: para famílias que possuem renda entre R$2.600,00 e R$4 mil.

Os subsídios são de até R$29 mil, com possibilidade de pagamento para até 30 anos.

Faixa 3: para famílias que possuem renda de até R$7 mil, mas não menor de R$4 mil.

As taxas de juros são bastante atraentes e essa faixa também conta com 30 anos para pagamento do valor, independentemente se a compra for de um apartamento novo ou na planta.

Como se inscrever no Minha Casa Minha Vida 2021?

Apartamento Minha Casa Minha Vida 2021: Como funciona, tipos e inscrição

O processo de inscrição do Minha Casa Minha Vida 2021 permanece igual, mesmo com o governo realizando mudanças nas regras.

Para dar início ao seu próprio financiamento, você precisa se deslocar até a Prefeitura de sua cidade ou mesmo em alguma entidade organizadora, valendo-se apenas para famílias abaixo de R$1.800,00 como renda.

A partir do seu cadastro e da documentação (que será citada abaixo), você deverá ir até um Correspondente Caixa ou em uma agência bancária Caixa mais próxima.

Apartamento Minha Casa Minha Vida 2021: Como funciona, tipos e inscrição

A instituição irá fazer a análise de seu cadastro por meio da própria seleção realizada anteriormente pela Prefeitura, comunicando a data de sorteio das unidades disponíveis de Apartamento Minha Casa Minha Vida 2021 ou de imóveis em geral.

Caso você seja sorteado, você deverá assinar um contrato de compra e venda.

Já famílias com rendas superiores a R$1.800,00 podem fazer seu próprio trabalho de “escolher” um apartamento – com o valor dentro do teto da cidade – para entrar em contato com a imobiliária ou com a construtora (caso seja na planta).

Da mesma forma, a Caixa realiza a análise de crédito e irá informar as condições do seu financiamento.

Documentos para o programa

Ao estar diante de um representante Caixa, você precisa apresentar determinados documentos para seguir com sua intenção de ter um Apartamento Minha Casa Minha Vida 2021.

Lembrando que você deve apresentar os seus documentos e de qualquer pessoa que faça parte de sua renda familiar, ok?

Veja a seguir sugestões de documentos que você deve ter em mãos:

  • RG,
  • CPF,
  • CNH,
  • Carteira de trabalho,
  • Comprovante de residência,
  • Certidão de casamento ou certidão de nascimento,
  • Comprovante de renda dos últimos seis meses,
  • Declaração de Imposto de Renda.

É recomendável também que você já possua a matrícula atualizada do imóvel que deseja financiar, além da certidão de logradouro (você consegue isso na Prefeitura) e o contrato de opção de compra e venda.

É relativamente simples conseguir seu Apartamento Minha Casa Minha Vida 2021!

Comente