Início » Regras e Regulamentos » Cadastro Minha Casa Minha Vida 2021 – Como fazer, Vantagens e Documentos

Cadastro Minha Casa Minha Vida 2021 – Como fazer, Vantagens e Documentos

O programa habitacional Minha Casa Minha Vida foi lançado em 2009 e tem o objetivo de ajudar pessoas adquirirem o seu próprio imóvel com algumas facilidades, tanto em áreas urbanas quanto em áreas rurais.

Nesse programa, é realizado o financiamento da casa própria em prestações mais baixas, com taxas de juros abaixo do valor de mercado, um maior prazo e alguns subsídios do governo para ajudar no pagamento.

Quem pode participar do programa Minha Casa Minha Vida 2021?

Apenas podem participar famílias com rendimento mensal de até R$ 7 mil. Porém, os benefícios mudam de acordo com a renda.

Além disso, existem outros requisitos para se participar do programa:

  • O participante não poderá ter casa própria em seu nome, nem financiamento de algum outro imóvel,
  • Não pode já ter sido beneficiado por algum programa de habitação social oferecido pelo Governo, seja similar ou até mesmo o próprio programa solicitado,
  • Para pessoas que trabalham de forma autônoma, precisará estar apresentando o carnê do INSS e outros detalhes de comprovação de renda solicitado.
  • Os candidatos também devem apresentar comprovante de renda, carteira de trabalho e contracheque atualizado.

Quais são os benefícios do programa?

minha casa minha vida

O programa apresenta diferentes propostas para cada família, que variam de acordo com a renda mensal.

Existem quatro categorias, onde algumas possuem juros e outras não.

Faixa 1: Nesse caso, famílias que possuem uma renda mensal de até R$1.800,00 fazem um financiamento que pode ser pago em até 120 meses com prestações mensais que estão entre R$80,00 e R$270,00, dependendo da renda bruta familiar.

A garantia do financiamento é o próprio imóvel e a maior parte do valor do imóvel é paga pelo governo.

Faixa 1,5: Famílias que possuem renda mensal de até R$2.600,00 estão nessa categoria.

O financiamento do imóvel conta com subsídios do governo de até R$47.500,00 mil e é feito a uma taxa de juros de 5% ao ano, com um prazo de pagamento de até 30 anos.

Faixa 2: Famílias com rendimento mensal de até R$4 mil ganham um subsídio de até R$29 mil para comprar o imóvel com uma taxa de juros anual que varia entre 5,5% e 7%, de acordo com a renda.

O financiamento deve ser pago em até 30 anos.

Faixa 3: Famílias que recebem até R$7 mil por mês estão nessa categoria e devem terminar o financiamento em até 30 anos.

A taxa de juros fica em 8,16% ao ano.

Por conta disso, é possível afirmar que o programa Minha Casa Minha Vida 2021 oferece:

  • Taxas de juros anuais abaixo do valor de mercado,
  • Grande prazo limite para o financiamento, que pode ser de até 30 anos em alguns casos,
  • Subsídios do governo, que é um valor dado como desconto do valor total do imóvel,
  • Carência de até 24 meses para começar a pagar o financiamento (válido para imóveis adquiridos na planta),
  • Seguro em casos de desemprego ou problema de saúde durante o tempo de financiamento de imóvel,
  • O valor pago pelas parcelas jamais será acima de 30% da renda familiar.

Qual é o valor máximo do imóvel?

O valor do imóvel deve ser menor que um teto máximo que varia de acordo com a cidade.

Por exemplo, no Distrito Federal, em São Paulo e no Rio de Janeiro, por exemplo, o imóvel deve ser avaliado em no máximo R$240 mil para que ele possa ser financiado pelo Minha Casa Minha Vida.

Como fazer cadastro Minha Casa Minha Vida 2021?

cadastro minha casa minha vida 2021

O cadastro no programa pode ser feito diretamente nos espaços a seguir:

☑️ Na Caixa Econômica Federal,

☑️ Órgãos de assistência social e entidades públicas conforme o funcionamento do programa nos municípios,

☑️ Instituições filantrópicas parceiras,

☑️ Construtoras vinculadas ao programa.

Caso você queira começar a fazer o seu cadastro de maneira online, um dos meios de ter uma real noção de como funciona o programa é utilizar o simulador online oferecido pela Caixa Econômica Federal, para analisar os financiamentos mais adequados, o valor de subsídio que o governo poderá lhe oferecer e o valor das parcelas mensais.

Com relação a habitações urbanas, para acessar o simulador clique aqui.

Além disso, uma das construtoras que mais vende e entrega apartamentos pelo Minha Casa Minha Vida é a MRV.

minha casa minha vida MRV

 

Com renda familiar a partir de R$1.500,00, você já pode aproveitar as condições oferecidas pela construtora. Para conhecer mais sobre os financiamentos da MRV, clique aqui. Desse modo, você poderá conversar com um consultor e analisar a sua proposta de contrato.

Além dessas duas opções, você pode se dirigir a um dos locais especializados citados anteriormente em sua cidade para obter mais informações.

Contudo, lembre-se: a inscrição só será validada após a apresentação de toda a documentação que é exigida.

A inscrição garante a participação no programa?

Não, infelizmente.

Devido à alta procura, o Governo Federal não consegue atender a todas as pessoas. Por isso, são realizados sorteios quando abrem novas vagas.

Para participar, basta estar cadastrado no programa.

Logo após o cadastro, o participante aguarda os sorteios e, caso seja beneficiado, é necessário fazer a assinatura e validação do contrato.

Documentos necessários

projeto minha casa minha vida 2021
  • Documentação dos solicitantes:

Carteira de Identidade (RG) e Cadastro de Pessoa Física (CPF),

Carteira de trabalho (CTPS),

Comprovante de estado civil (certidão de nascimento, de casamento ou de casamento averbada),

Comprovante de renda formal, informal ou combinada,

Comprovante de residência atual,

Declaração de contribuição do imposto de renda.

  • Documentação do imóvel:

Contrato de opção de compra e venda,

Matrícula do imóvel atualizada,

Certidão de logradouro fornecida pela Prefeitura.

  • Documentação da obra:

Projeto e alvará de construção aprovados,

Matrícula da obra no INSS,

Projeto ART (arquitetônico, execução e complementares),

Memorial descritivo do projeto com especificações técnicas,

Orçamento discriminativo da obra,

Declaração elétrica e de esgoto,

Documentos de identificação do construtor ou responsável técnico (Carteira de identidade (RG), Cadastro de Pessoa Física (CPF) e Carteira do CREA).

Aproveite e confira Boleto Minha Casa Minha Vida 2021 – Como emitir a 2ª via? para se preparar para esta nova etapa!

Comente