Início » Regras e Regulamentos » Minha Casa Minha Vida 2021 – Guia Completo sobre o Programa

Minha Casa Minha Vida 2021 – Guia Completo sobre o Programa

O programa Minha Casa Minha Vida foi criado em 2009 e sempre foi conhecido por auxiliar famílias de baixa renda a alcançarem a tão sonhada casa própria por meio da concessão de subsídios do Governo Federal.

Ultrapassando os dez anos de existência, esse programa agora será repaginado, mas o foco continua sendo o mesmo.

Como funciona o Minha Casa Minha Vida 2021?

Com novas regras do governo de Jair Bolsonaro, uma das ideias é alocar recursos onde é mais necessário e para quem realmente mais precisa.

Com atualmente 222 mil unidades do programa Minha Casa Minha Vida em construção no Brasil, o governo promete a manutenção dos recursos para continuar tais projetos e na construção de novas unidades – e até mesmo na retomada de obras que estavam paralisadas.

construção minha casa minha vida

Embora a crise econômica que ainda assola o país afete o setor de construções, o Minha Casa Minha Vida 2021 é um dos poucos programas públicos que sempre proporcionou bons resultados ao Brasil.

O Minha Casa Minha vida funciona entre parcerias feitas entre construtoras e órgãos responsáveis por viabilizar este programa, que são a Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

Essa parceria garante condições especiais, como juros mais baixos e parcelas mais atrativas. Além disso, a família participante poderá ter mais tempo para quitar o imóvel.

O programa Minha Casa Minha Vida 2021 aparece tanto na área urbana quanto na área rural: suas negociações, afinal, estão associadas aos estados federativos, municípios e entidades sem fins lucrativos.

Para quem é indicado o Minha Casa Minha Vida 2021?

O programa Minha Casa Minha Vida 2020 possui uma certa divisão de faixas de renda que irão determinar os tipos de benefícios existentes na hora de comprar uma casa ou apartamento.

Os perfis das famílias são estipulados dessa maneira:

  • Faixa 1: Famílias com renda de até R$1.800,00 – o financiamento vai até 120 meses, com prestações mensais que variam de R$80,00 a R$270,00, o que vai depender da renda bruta familiar,
  • Faixa 1,5: Famílias com renda de até R$2.600,00 – possibilidade de aquisição de um imóvel financiado pela Caixa com taxas de juros de apenas 5% ao ano e com até 30 anos para quitar o pagamento e subsídios de até R$47.500,00,
  • Faixa 2: Famílias com renda de até R$4 mil – possibilidade de ter subsídios de até R$29 mil, com 30 anos para pagamento,
  • Faixa 3: Famílias com renda bruta de até R$7 mil – possui taxas de juros atrativas se comparadas com as praticadas no mercado, com 30 anos para pagamento, seja para compra de imóvel novo ou na planta, bem como na compra de terreno e construção da casa (o mesmo vale para a Faixa 2).

Infelizmente, o que se vê hoje em dia é a inadimplência da Faixa 1 – e isso prejudica muito o programa como um todo.

Por isso, o governo está tentando realizar modificações para não extinguir o Minha Casa Minha Vida 2021, mas também não aceitar mais a falta de compromisso.

Inscrição Minha Casa Minha Vida 2021

casas programa mcmv

Mesmo com ideias de alterações nas regras, o programa Minha Casa Minha Vida 2021 conta com o mesmo processo de inscrição.

O primeiro passo é verificar se você precisa realizar um cadastro na Prefeitura ou em alguma entidade organizadora para dar início ao processo de seleção: isso é válido apenas para as famílias que têm renda menor que R$1.800,00.

O intuito é que você entrega a documentação em um Correspondente Caixa ou na agência da Caixa mais próxima de você.

A Caixa fará a análise do seu cadastro a partir da seleção que a agência e a prefeitura fizeram, comunicando em seguida a data de sorteio das unidades disponíveis da Minha Casa Minha Vida 2021 e para consequente assinatura do contrato de compra e venda.

As famílias com rendas superiores a R$1.800,00 podem verificar por conta própria uma casa ou apartamento à venda (dentro do valor do teto da cidade) e entrar em contato com a imobiliária ou construtora que está anunciando.

Com a entrega de documentação e do imóvel intencionado, a Caixa realiza a análise de crédito e informa as condições de financiamento.

Documentos necessários

Documentos necessários minha casa minha vida

 

É essencial que você saiba que certos documentos devem ser apresentados perante os representantes da Caixa para que você consiga entrar no programa Minha Casa Minha Vida 2021.

No caso, se a composição de renda familiar envolver a participação de outras pessoas, os documentos deles também serão necessários, está bem?

A lista de documentos pode sofrer alteração, mas geralmente se solicita:

  • RG,
  • CPF,
  • CNH,
  • Carteira de trabalho,
  • Carteira de identificação profissional com foto,
  • Certidão de casamento (em casos de divórcio, deve constar a averbação) ou certidão de casamento,
  • Comprovante de residência,
  • Declaração do Imposto de Renda,
  • Comprovantes de renda dos últimos seis meses.

Sobre o imóvel, procure ter em mãos a matrícula atualizada, certidão de logradouro e o contrato de opção de compra e venda.

Mudar de vida e ter sua casa ou apartamento próprio pode ser um sonho a ser realizado logo se você optar pelo programa Minha Casa Minha Vida 2021!

Comente